O seu navegador necessita de suporte Javascript para esta funcionalidade.
17 de Setembro de 2021
Utilize as teclas de atalho Alt+1 para navegar para a área de conteúdos do sítio web.
  • Museu

Museu

O Museu Nacional do Traje, criado em 1976 por diploma, reúne uma coleção de indumentária histórica e acessórios de traje, desde o séc. XVIII à atualidade, que apresenta ao público quer na sua exposição permanente quer em exposições temporárias. Está instalado no Palácio Angeja-Palmela e tem anexo o Parque Botânico do Monteiro-mor.

Entende como sendo sua missão construir uma estratégia de investigação, conservação e divulgação do traje e do têxtil. Define ainda uma estratégia de salvaguarda para o Parque Botânico do Monteiro-Mor e promove a ligação de todo este património à comunidade.

Conservar Verde é o conceito que integra os valores de responsabilidade e de sustentabilidade. Integra ainda a gestão do património cultural e natural à guarda do Museu Nacional do Traje.

  • Horário de funcionamento:

     terça-feira a domingo
     10h00-13h00 e 14h00-18h00
     última entrada:  Museu - 12h30; 17h30 | Parque - 13h00; 17h00


    O Museu Nacional do Traje está aberto ao público, assegurando as condições segurança e as normas de higienização necessárias.

    Medidas de funcionamento:
    - Obrigatório o uso de máscara em todos os espaços interiores;
    - Manter o distanciamento social;
    - Higienização das mãos à entrada;
    - Respeitar o circuito de visita definido;

    LOJA
    - Limitação de visitantes, em permanência – 4;
    - Pagamentos preferencialmente com cartão multibanco.

    MUSEU
    - Limitação de visitantes, em permanência – 25;
    - Visitas guiadas – mediante marcação (servicoeducativo@mntraje.dgpc.pt);

    PARQUE
    - Não formar grupos com mais de 20 pessoas;
    - O uso da máscara é da responsabilidade individual do visitante, desde que cumpridas as recomendações emanadas pela DGS;
    - Tento em conta as condições que atravessamos, autoriza-se excecionalmente, cadeiras ou bancos desmontados trazidos pelos visitantes de mobilidade reduzida ou de idade avançada, desde que apenas sejam utilizados pelos mesmos;

    - A realização de piqueniques encontra-se suspensa pelos seguintes fundamentos: 
    A atual escassez de recursos humanos impede a vigilância constante no Parque, como é naturalmente exigido pelo regulamento deste Museu. 

    Por se tratar de um jardim histórico – património nacional – a efetivação dos piqueniques não corresponde à importância do contexto patrimonial. O Parque e o Jardim Histórico integrado num complexo de dois museus nacionais e é nesse sentido que deve de ser entendido, não se considerando a realização de piqueniques como uma atividade prioritária do mesmo.

    Por outro lado, a própria situação pandémica exige um controle das condições técnicas e de segurança, as quais deverão ser rigorosamente cumpridas, nomeadamente no que ao número de visitantes, global e por grupo, diz respeito.

    De qualquer forma, logo que estejam reunidas todas as condições de segurança, quer para o Parque quer para os visitantes, será ponderada a alteração desta decisão.



    Estas medidas de funcionamento poderão ser atualizadas sempre que necessário.


    Agradecemos a compreensão! Desejamos uma excelente visita…

  • Prémios atribuídos ao Museu